Posted in Portuguese

A Vista do Comboio

Hoje de manhã estou a viajar mais uma vez para Warrington, uma cidade no Norte de Inglaterra. Tenho sorte de ter bilhetes de primeira classe porque estavam ao mesmo preço dos bilhetes de classe turística. Há um empregado que me faz a pedicure enquanto que escrevo. A sério. Isto é o estilo de vida dos um por cento.

Pela janela vejo o sol a brilhar num céu azul e nítido, algumas árvores, um rebanho de ovelhas e carneiros e uma lagoa. As árvores ainda estão despidas, sem folhas, mas a Primavera já chegou e daqui a uma semana, quem sabe? Talvez estejam verdes novamente. De forme geral, a Primavera em Inglaterra é linda

A minha frente está uma mulher com cinquenta e tal anos a trabalhar com um portátil e a comer uma fatia de torrada com marmaleda (mas a marmaleda inglesa – um espécie de geleia de laranja). Tem cabelo claro e veste um top listrado.

Através do corredor. Há um homem com entradas no cabelo. Usa um cachecol e um fato cinzento e olha pela janela. Entretanto está a ter uma conversa com um telemóvel com auscultadores e microfone.

Até agora está a ser um bom dia. Infelizmente, enquanto que escrevi este texto, fiz uma pausa para usar a casa de banho. Depois, fui empurrar o botão para abrir a porta e… Nada aconteceu! A porta ficou fechada. Enfim, depois de tentar por cinco minutos com cada vez mais força, desisti. Tive que tocar o alarme para chamar um empregado para abri-la. Bolas! Fiquei muito envergonhado.

Advertisements

Author:

Just a data nerd

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s